Kia prepara Stinger e mostra crossover Stonic no Brasil

Notícias - Kia prepara Stinger e mostra crossover Stonic no Brasil

Kia prepara Stinger e mostra crossover Stonic no Brasil

A Kia Motors está preparando novidades para o mercado brasileiro. Após o fim do Inovar-Auto, a representante local da marca sul-coreana animou-se novamente com a extinção do IPI majorado de 30% e das cotas de importação, apesar de que agora o problema seja a cotação do dólar, a mais alta desde a criação do Real.

A Kia Motors está preparando novidades para o mercado brasileiro. Após o fim do Inovar-Auto, a representante local da marca sul-coreana animou-se novamente com a extinção do IPI majorado de 30% e das cotas de importação, apesar de que agora o problema seja a cotação do dólar, a mais alta desde a criação do Real.

Mas, isso não desestimula o grupo Gandini, que recentemente fez um evento fechado com dois carros muito interessantes para o mercado nacional, flagrados pelo site Carros Exóticos do Brasil através de sua conta no Instagram. Nas duas imagens, aparecem o fastback Kia Stinger e o crossover compacto Kia Stonic.

O primeiro já era promessa de José Luiz Gandini, presidente da Kia Motors e deverá ser exibido no Salão do Automóvel 2018. Feito na Coreia do Sul – e também na Rússia – o modelo deverá chegar com uma proposta topo de linha, uma vez que o Quoris deixou de ser vendido. Como na descrição postada com a imagem, o Stinger vai de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos e tem máxima de 270 km/h.

Isso só é obtido porque o Kia Stinger tem um potente motor 3.3 T-GDi de 370 cavalos e 51,9 kgfm. Isso sem contar o câmbio automático de oito marchas e a tração traseira nativa ou AWD, como o modelo da imagem. Preço? Ainda não há uma estimativa.

Stonic

Este crossover compacto de 4,14 m de comprimento e 2,58 m de entre-eixos chama atenção para nós mais do que o belo visual. O motivo é que o Kia Stonic é fabricado apenas na Coreia do Sul. Existe um equivalente na China, de mesmo tamanho, chamado Yi Pao. Este é o irmão menor do KX3 (Ao Pao), que foi prometido por Gandini.

O KX3 é um SUV compacto com 4,27 m de comprimento e 2,59 m de entre-eixos, que utiliza a mesma base do Creta e também do chamado Encino, que é o Hyundai Kona local. Este projeto é feito pela joint-venture da Dongfeng-Kia-Yueda. E o que chama atenção para o Stonic? O motivo é que este modelo chinês não é vendido fora de seu país.

Não se sabe é realmente exclusivo da China, visto que nem mesmo é vendido na Rússia, um mercado próximo em termos de produto. Um fato que pode evidenciar uma dificuldade de tirar o KX3 do país asiático é a Kia Motors estar investindo em um SUV compacto para o mercado indiano, que será chamado Trazor.

O projeto do Kia Trazor à princípio é focado na Índia, mas é evidente que tem potencial para outros mercados emergentes, como Rússia e Brasil, apesar de que aqui, uma produção local está descartada no momento.

No caso do Stonic, apesar de seu tamanho, este poderia chegar como um produto de acesso até que o Trazor esteja disponível para importação. O porte pequeno seria um fator negativo, mas isso não impediu que equivalentes como C4 Cactus e 2008 fossem lançados no Brasil. Provavelmente estará no Salão de São Paulo.

FONTE: Notícias Automotivas